Travessuras do Vento
Clara Strapazzon

O forte vento a titubear lá fora,
Espalha folhas secas pelo chão,
Sacode a vidraça a toda hora,
Fazendo estremecer meu coração.

A noite emudece, o vento grita,
Sequer deixa a plantação descansar,
No vai e vem do bailado se agita,
Fazendo cócegas nos fios do luar.

Quando amanhece, ao sol, ele sorri,
É a hora de poder descansar,
Num instante, não está mais ali.

Afasta toda nuvem do caminho,
E logo, logo chega em alto mar,
Louco pra deslizar no remoinho.



      

    


 

Envie essa página a um amigo

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do Amigo
E-mail do Amigo:
Digite uma mensagem para seu amigo

 



Design by Clara Strapazzon ®

Copyright © 2010 by Clara Strapazzon

Todos os direitos reservados.

 

California Dreaming


Mais uma opção de envio