No silêncio sonolento da aurora,
Olhos fixos no despertar do sol,
O brilho das estrelas indo embora,
O aguardava, ouvindo o rouxinol.
 


Os pássaros felizes anunciavam,
Um novo e radiante amanhecer,
Os raios do sol, já se espalhavam,
E nada... de... você... aparecer.



Gigantes nuvens, cobriram o céu,
Violenta tempestade, desabou,
O universo, cobriu-se de um véu,
Meu coração, lágrimas derramou.
 


Disfarcei toda marca de saudade,
Enfeitei meu rosto, com um sorriso,
Foi andando pelas ruas, da cidade,
Encontrei você: meu doce paraíso!
 

Clara Strapazzon

 

          
 
 
 
  
 

Envie essa página a um amigo

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do Amigo
E-mail do Amigo:
Digite uma mensagem para seu amigo

 


Design by Clara Strapazzon ®

Copyright © 2007/2012 by Clara Strapazzon

Todos os direitos reservados.

 

Marinheiro